LAMSA substitui lâmpadas comuns por LED ao longo de toda a Linha Amarela

Tecnologia melhora visibilidade à noite, gera economia de energia e redução de emissão de gases do efeito estufa

A LAMSA, concessionária do grupo Invepar que administra a Linha Amarela, iniciou a substituição de lâmpadas comuns por luminárias a LED ao longo de toda a via. A modernização vai levar ao usuário uma iluminação mais uniforme, com ganhos ambientais, de eficiência energética e durabilidade do sistema de iluminação da Linha Amarela, com intervalos maiores de substituição das lâmpadas.

O LED proporciona economia média de 57% no consumo energético. Além dos ganhos em eficiência e em consumo, a nova tecnologia assegura benefícios ambientais, com redução da emissão de gás carbônico (CO2) e gases causadores do efeito estufa. 

Segundo Thiago Monteiro, responsável pela área de Engenharia Elétrica de Rodovias  do Grupo Invepar, a mudança faz parte do programa de Sustentabilidade da concessionária, que tem buscado adotar práticas menos poluentes. “As luminárias de LED são eficientes e permitem maior economia de energia elétrica se comparado com as tradicionais. Elas possuem vida útil superior a 50.000  horas, uma durabilidade incrível se comparada a outros tipos de luminárias”, conta Monteiro.

E vai além: “As luminárias LED evitam interrupções de trabalhos, prejuízos e substituições constantes, o que oferece economia na manutenção”, finaliza.

Ao todo, serão substituídas 1.930 luminárias tradicionais de vapor de sódio, que têm alto consumo de energia (400W e 250W) por 1.694 luminárias a LED de 120 e 240 Watts, proporcionando uma redução mensal no consumo de 142 mil kWh que corresponde a uma redução de aproximadamente 75%. Como comparação, esta economia seria suficiente para iluminar mais de 700 residências.

Serão beneficiadas com a nova iluminação toda a via e a praça do pedágio.

Versão para impressão Envie para um amigo Compartilhe RSS