MetrôRio apoia painel de azulejos em Ipanema (Pavão-Pavãozinho/Cantagalo) que celebrará a Declaração Universal dos Direitos Humanos

Montado a partir de desenhos de mais de 500 alunos do Ciep João Goulart e das escolas municipais Marília de Dirceu e José de Linhares, todas localizadas no Pavão-Pavãozinho/Cantagalo, o mural de azulejos desenvolvido pelo projeto “Inscrever os Diretos Humanos em 1 e 1000 escolas do Rio de Janeiro” será inaugurado no próximo dia 30 de novembro, em Ipanema, às 11h, no Hall Favela Hub / CIEP João Goulart (Rua Alberto de Campos, 12 – 1º andar).
 
Vencedor do Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos 2017, promovido pela Associação dos Magistrados do Rio de Janeiro (AMAERJ), o Projeto foi idealizado pela artista internacional Françoise Schein e pela Associação INSCRIRE.
 
O mural carioca fará parte do "Caminho Internacional dos Direitos Humanos" que Françoise começou a desenvolver em 1989, na estação de metrô Concorde em Paris.
 
Sempre instalado em lugar público, o painel exibe o texto da Declaração Universal dos Direitos Humanos, ilustrado pelos alunos. Traz ainda os nomes de todos os participantes. De acordo com seus criadores, o mural se tornará um marco na região e um legado para o bairro.
 
O Projeto utiliza arte para promover a reflexão sobre o tema dentro de Escolas do Rio de Janeiro. A mobilização dos participantes e parentes acontece graças a oficinas e debates sobre os Direitos Humanos.


Sobre o MetrôRio
O MetrôRio, uma empresa do Grupo Invepar, controla, administra e opera as linhas 1, 2 e 4 do metrô carioca, que juntas somam 58 km de extensão, 41 estações, 64 trens e transportam cerca de 880 mil clientes por dia útil.

Foto: Aluno da rede municipal do Rio de Janeiro desenha ilustração para o painel de Direitos Humanos
Crédito: Divulgação
Área de anexos
 

Versão para impressão Envie para um amigo Compartilhe RSS